Ensino de língua espanhola para surdos: concepções e desafios diários

Marília Silva Dias, Queila Pahim Kodama

Resumen


O objetivo de elaboração deste artigo é discutir acerca do processo de ensino-aprendizagem de língua espanhola para alunos surdos e o objetivo de pesquisa é verificar se a surdez é um obstáculo nesse processo e se as práticas de letramento que envolvem esses alunos condizem com a conduta e
identidade surdas. A principal contribuição desta pesquisa busca favorecer a construção de novas práticas de ensino que insiram o aluno surdo, ativamente, nas aulas de língua espanhola por meio da valorização da cultura. A pesquisa é qualitativa e foi desenvolvida por meio de observações das aulas de
espanhol, na modalidade do Ensino Médio, em uma escola da rede pública da cidade de Aracaju- Sergipe, além da aplicação de questionários a todos os sujeitos participantes deste processo (professora, alunos surdos e intérpretes) e uma atividade extraclasse. Os resultados já apontam para o emprego da
multimodalidade, em especial, as baseadas no uso das imagens como ferramenta de ensino, a fim de tentar diminuir as disparidades em que a educação de surdos se insere.


Palabras clave


Surdos; Cultura; Língua Espanhola; Ensino; Multimodalidade

Texto completo:

PDF

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.